¿O que e La Marx...?

O Marx é um projeto de Reagrupamento Revolucionário Internacional. Um projeto para companheiros de todas as origens, nacionalidades, condições sexuais, gerações, raças, línguas e tradições de todo o mundo, para realizar o projeto do marxismo. Estas são as quatro razões pelas quais o convidamos a promover este projeto de Reagrupamento Internacional.

1- O capitalismo entrou em colapso. É hora de impor o socialismo global 

O colapso do capitalismo provoca uma terrível situação de fome, desemprego, pandemias e destruição do meio ambiente, que milhões de pessoas sofrem nos cinco continentes. Isso está acontecendo enquanto a aristocracia de 1% que domina o capitalismo global recebe bilhões de dólares em resgates para apoiar suas corporações e bancos falidos. É hora de acabar com essa situação. Todos os governos capitalistas tentam nos sujeitar à desigualdade, falta de moradia, desemprego, fome e pobreza. É hora de impor o socialismo global.

2) Uma revolução contra o capitalismo está varrendo o mundo. Temos que apoiá-la

Uma insurreição em massa está sacudindo o mundo, em resposta à terrível situação causada pelo colapso do capitalismo. Liderados pelas massas dos Estados Unidos, de Hong Kong ao Chile, da Catalunha ao Iraque, da França ao Oriente Médio, os trabalhadores e os povos levam adiante a máxima de Karl Marx: "Trabalhadores do mundo, uni-vos". Devemos apoiar e unir nossas forças para apoiar as insurreições de massa que estão encurralando os governos capitalistas. Precisamos retomar a tradição internacionalista da Brigada Simón Bolívar, promovida por Nahuel Moreno na década de 1970 pela Revolução da Nicarágua. O internacionalismo é a tarefa de hoje, para trazer a revolução mundial à vitória e derrotar a política dos governos capitalistas em todo o mundo.

3) A esquerda sofre uma crise mundial. Hora de superar isso

O panorama da esquerda mundial é de desintegração e crise profunda. A explicação é que grupos de esquerda adotaram a estratégia reformista de Bernie Sanders nos Estados Unidos, Podemos na Espanha, Syriza na Grécia ou PSOL no Brasil. Eles priorizam o eleitoralismo, a adaptação às normas do regime burguês e dos sindicatos governados pelo estado capitalista. As ditaduras de Maduro na Venezuela, Díaz Canel em Cuba ou Xi Jinping na China que se disfarçam de "socialistas" abandonaram o marxismo e se corromperam em favor das multinacionais. O processo de democratização social desses grupos fez com que milhares de militantes honestos abandonassem essas organizações. A crise da esquerda é superada com o retorno ao marxismo. Voltemos a recuperar a estratégia revolucionária e a tradição marxista clássica de Marx, Engels, Lenin, Trotsky, James Cannon e Nahuel Moreno.

4) Milhões simpatizam com Marx e o socialismo. Hora de se unir

A combinação do colapso do capitalismo e do levante revolucionário fez com que milhões de ativistas em todo o mundo fossem atraídos para o marxismo. Em todos os movimentos sociais e populares, no feminismo, nos sindicatos, na juventude, nas raças e povos mais pobres e oprimidos, o marxismo e o socialismo crescem em simpatia. É assim que se enterram as campanhas do "Fim do Socialismo", "Fim da História", "Fim do Marxismo" e todo o charlatanismo dos pseudo-intelectuais, que diziam que o marxismo morreu. Marx retorna e "Um fantasma assombra o mundo", unindo milhões de ativistas em uma Internacional Socialista. É hora de se unir e avançar em um reagrupamento internacional. O Marx é uma ferramenta de reagrupamento baseada na tradição marxista, para impor o Socialismo Global

Por essas razões, sugerimos que você se junte a La Marx Internacional